Sabugal promove as cinco vilas medievais do concelho para atrair visitantes

O município do Sabugal, no distrito da Guarda, está a promover as cinco vilas medievais do concelho com o objetivo de atrair visitantes para o território após o período de confinamento causado pela pandemia da covid-19. O projeto “5 Vilas Medievais” abrange as localidades de Alfaiates, Sabugal, Sortelha, Vila do Touro e Vilar Maior.

Segundo Amadeu Neves, vereador com o pelouro do turismo na Câmara Municipal do Sabugal, o “5 Vilas Medievais” permitiu “criar uma identidade comum” às cinco localidades abrangidas na iniciativa de dinamização turística.

“O objetivo é o de que [após o período de confinamento originado pela pandemia] as pessoas possam conhecer o nosso património e possam fazer turismo em segurança no interior do país”, disse hoje o autarca à agência Lusa.

O município do Sabugal investiu cerca de 80 mil euros no projeto, com uma comparticipação comunitária de 50%, indicou.

A autarquia refere em comunicado que, através do projeto, as cinco vilas medievais existentes no seu território “tornaram-se ainda mais atrativas, com sinalética mais apelativa, nomeadamente com a colocação de ‘totens’ [painéis], produção de novos folhetos, entre outros suportes comunicacionais”.

O projeto ficará concluído “após beneficiação do acesso ao castelo de Vila do Touro e colocação de estrutura exterior fixa para material arqueológico no Museu Vivo de Vilar Maior, trabalhos a concluir em breve”, lê-se.

O município lembra que, “desde a Idade Média até ao século XIX, o território do atual concelho do Sabugal estava repartido por cinco vilas, cada uma encabeçando o seu concelho: Alfaiates, Sabugal, Sortelha, Vila do Touro e Vilar Maior”.

“Com maior ou menor grau de conservação, existem em cada uma vestígios da sua importância passada, quer em termos de arquitetura militar, religiosa ou civil, quer em símbolos do poder político judicial local”, remata.

A autarquia disponibiliza, na sua página da internet, informação sobre as cinco localidades que integram o projeto “5 Vilas Medievais”.

Sobre Alfaiates, refere-se que “partiu de um povoado proto-histórico, tem nome de origem árabe (‘al-haet’ = o muro) e uma fortificação que foi decisiva na defesa da região durante a Guerra da Restauração e atingida durante os últimos combates da 3.ª invasão francesa, em 1811”.

No Sabugal, é “bem conhecido o seu castelo de cinco quinas, obra, em grande medida, do rei Dom Dinis”, lê-se.

Sortelha é uma das Aldeias Históricas de Portugal e, segundo a fonte, “o profundo trabalho de renovação e recuperação, levado a cabo nos anos noventa, devolveu-lhe, em boa medida, o aspeto e ambiente de uma vila manuelina portuguesa”.

Sobre Vila do Touro, a autarquia do Sabugal informa que a localidade “pertenceu aos Templários e, depois, à Ordem de Cristo, com fundação no século XIII”.

Relativamente a Vilar Maior, é referido que “no topo da elevação” se encontra “o castelo leonês, com uma torre de menagem acrescentada por Dom Dinis”.

Fonte Mundo Português

Chat aberto
Precisa de ajuda ? Entre em contacto.
Ola em que posso ajudar ?