Criada uma cátedra de história e cultura portuguesa no Peru

O Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, I.P.) e a Universidade Nacional Maior de São Marcos (UNMSM), em Lima, Peru, assinaram um protocolo que formaliza a criação da cátedra de História da Cultura Portuguesa naquela universidade.
“Esta que é a 52ª Cátedra do Camões I.P. tem como objetivo apoiar o desenvolvimento, junto da cidade de Lima e da região que a acolhe, de um conjunto de iniciativas de carácter científico e cultural no âmbito das linhas de investigação definidas entre as partes, abrangendo a Literatura Portuguesa, História da Cultura Portuguesa, Culturas de Expressão Portuguesa e Tradução”, informa o Instituto Camões numa nota.
A Cátedra História da Cultura Portuguesa ‘José Saramago’, na Faculdade de Letras e Ciências Humanas da UNMSM “é possível graças à assinatura de um protocolo de cooperação que procura potencializar o desenvolvimento científico e pedagógico de professores pesquisadores em estudos culturais portugueses, através dos grupos de estudo associados a esta área”, lê-se numa publicação da universidade peruana na sua página na Internet.
A UNMSM é uma universidade pública e a principal instituição de ensino do Peru, sendo ainda considerada a primeira universidade peruana e a mais antiga do continente americano.
O protocolo de cooperação foi assinado pelo ex-reitor da Faculdade de Letras, José Carlos Ballón Vargas, e pelo Embaixador de Portugal no Peru, Alfonzo Henriques de Azeredo Malheiro. À cerimónia assistiram o reitor da UNMSM, Orestes Cachay Boza, e o atual reitor da Faculdade de Letras, Gonzalo Espino Relucé.
A colaboração entre o Camões, I.P. e a UNMSM remonta a abril de 2019, com a assinatura de um protocolo de cooperação pelo qual o Instituto apoia a contratação pela universidade de um docente, sendo atualmente esse posto desempenhado pelo professor Luis Novais. O estudo da História da Cultura Portuguesa e da Literatura como opção curricular é oferecido no Departamento de Literatura, às diversas licenciaturas.
No âmbito do Programa Empresa Promotora da Língua Portuguesa, e por via do protocolo assinado com o Camões, I.P., a cátedra de História da Cultura Portuguesa contará ainda com o apoio financeiro da companhia de seguros Fidelidade, presente no Peru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Chat aberto
Precisa de ajuda ? Entre em contacto.
Ola em que posso ajudar ?