Algarve satisfeito com lotação indicativa para as praias da região

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) manifestou-se satisfeito com os números indicativos para a lotação nas praias da região, no contexto da pandemia de covid-19, considerando que vão permitir gerir os areais, tornando-os seguros.

“Os números avançados pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) são apenas indicativos, embora exista uma praia ou outra, num ou outro município, em que possa haver um ajuste”, disse à agência Lusa o presidente da AMAL, António Pina.

A APA publicou na quarta-feira a capacidade potencial de ocupação das praias das regiões do Algarve e Tejo/Oeste, tendo em conta que o dia 6 de junho marca o início da época balnear, conforme determinação do Governo no âmbito da pandemia da covid-19, cabendo à APA o apuramento da capacidade das praias.

Na opinião do presidente da associação que agrega os 16 municípios do Algarve, os rácios que foram criados são um importante auxiliar para a gestão dos areais algarvios, “de modo a que se possa criar uma informação para quem tenha de decidir e escolher uma praia em segurança”.

“Para se perceber se a praia está mais ou menos cheia, temos de ter um número indicativo, por isso o documento ajuda na gestão e no evitar do conflito. Vamos avaliando e, se tivermos de alterar alguma coisa, estamos sempre disponíveis, porque o importante é ir gerindo bem e com cautela, no sentido de criarmos uma praia segura”, sublinhou.

O Ministério do Ambiente e da Ação Climática, que tutela a APA, explicou hoje que a divulgação feita da capacidade das praias em contexto da pandemia da covid-19 integra “uma consulta informal, logo vai sofrer alterações com base nos contributos recebidos”, reforçando que se trata de “um documento em mutação”.

De acordo com o também presidente da Câmara de Olhão, o documento da APA “não está fechado, nem é uma imposição e mantém-se em constante discussão, para que seja o mais consensual possível”.

“Acho que estamos no bom caminho, o de chegar a um entendimento quase perfeito, porque estamos todos dentro de um novo espírito, num novo normal, uma nova realidade”, concluiu.

No âmbito da pandemia da covid-19, o Governo determinou que a época balnear só começa, este ano, em 6 de Junho, cabendo à APA o apuramento da capacidade das praias.

Fonte Mundo Português

Chat aberto
Precisa de ajuda ? Entre em contacto.
Ola em que posso ajudar ?